If you intresting in sport buy steroids you find place where you can find information about steroids , also intresting stanozolol online

Catalisador Automotivo

catalisador_mini.jpgA partir do ano que vêm, não será possível retirar o catalisador de seu carro, se você vive na cidade de São Paulo. Todos os veículos que circulam na capital serão obrigados a ter catalisador, que é uma peça que vai no sistema de escapamento, para reduzir a poluição gerada.

A retirada do catalisador automotivo é considerado um crime ambiental. Mas, será que as pessoas fazem isso? Sim. Por dois motivos. Ou pelo fato de que o catalisador se estragou por uso e a pessoa não quer gastar pra colocar outro, então acaba botando um pedaço de cano no lugar, ou para extrair alguns cavalos a mais do motor, geralmente em carros preparados ou turbo. Se a pessoa deixa o sistema de escape original num carro bem mais potente, isso prejudica o desempenho do motor, então é feito um sistema novo de escape, mais largo, menos restrito, e com tubulação nova, sem catalisador.

Por lei, rodar com um veículo sem catalisador, com catalisador danificado ou adulterado pode render ao proprietário ou à empresa responsável uma multa que varia entre 500 e 10 mil reais.

O Grupo de Manutenção Automotiva (GMA), formado pelo Sindipeças, Andap, Sincopeças-SP e Sindirepa-SP, que faz a Inspeção Veicular Gratuita nos veículos dará uma atenção especial ao catalisador. O objetivo é combater a emissão de poluentes por veículos, maior fonte de poluição do ar na capital paulista.imagem_catalisador.png

Os veículos que não forem aprovados na Inspeção não serão licenciados.

A foto foi pega no site da www.afeevas.org.br

Função específica do Catalisador:

A queima de gasolina nos motores dos automóveis produz, em maior quantidade, dióxido de carbono (CO2) e água (H2O). Como a queima não é total, ou seja, a gasolina não reage inteiramente com o oxigênio; há ainda a produção de monóxido de carbono (CO); óxidos de nitrogênio (NOx) e dióxido de enxofre (SO2), provenientes da queima das impurezas presentes na gasolina, vapores de hidrocarbonetos (CxHy) que não foram queimados, compostos de chumbo, quando a gasolina possui aditivos à base desse metal (como o chumbo-tetraetila) entre outros. Estes compostos são eliminados pelo escapamento do automóvel, poluindo, assim, a atmosfera. Com excessão do CO2 e a H2O, todos os demais são altamente nocivos à saúde humana.

Os motores movidos a óleo Diesel emitem menos monóxido de carbono, mas bastante óxidos de nitrogênio e enxofre, além da fuligem, que é a fumaça preta característica lançada pelos ônibus e caminhões; esta fumaça é o resultado da queima parcial do óleo, liberando partículas de carbono finamente dividido na atmosfera.

Já nos carros a álcool produzidos no Brasil, a quantidade de NOx e de SO2 é desprezível, mas há a eliminação de aldeídos, que também constituem uma ameaça à saúde da população. De qualquer maneira, o carro movido a álcool é bem menos poluente que o movido a gasolina; daí vem a técnica usada no Brasil de se adicionar cerca de 15% de álcool na gasolina, afim de evitar altos índices de poluição. Contudo, se a percentagem do álcool for maior que 20%, haverá separação de duas fases, uma de gasolina e outra de álcool, já que o álcool é hidratado (contém água) e a gasolina não é solúvel em água.

Se considerarmos a existência de mais de 500 milhões de veículos automotivos no mundo inteiro e também o fato do consumo mundial de petróleo ter aumentado cerca de três vezes a partir de 1960, concluiremos o quanto é importante lutar contra as emissões poluentes dos veículos em questão.

A situação agrava-se potencialmente nas grandes cidades, com condições meteorológicas que dificultam a progressiva dispersão destes agentes nocivos, como é o caso da cidade do México. Em tais situações, o risco é maior para pessoas idosas com insuficiência cardíaca e/ou pulmonar e para crianças asmáticas ou que sofrem de ataques de pneumonia.

Na maior cidade da América Latina, São Paulo (no Brasil), onde circulam cerca de 1/3 dos 18 milhões de veículos existentes no país, já se registrou centenas de casos de “Atenção” e até mesmo “Alerta”, no que diz respeito à poluição atmosférica, divulgados pela Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental de São Paulo (CETESB), através de painéis instalados em diversos pontos da cidade.

Para que se possa reduzir a concentração de substâncias nocivas lançadas na atmosfera, são necessários aperfeiçoamentos nos motores dos automóveis, principalmente na substituição do sistema de carburação por injeção eletrônica e o uso de catalisadores nos escapamentos nos automóveis.

O catalisador é formado por uma “colméia” metálica ou feita de cerâmica, formada por minúsculos canais que perfazem uma superfície total do tamanho equivalente a quatro campos de futebol. Sobre essa colméia são impregnados aproximadamente 1,5 gramas de metais preciosos, os quais constituem o catalisador propriamente dito; emprega-se uma mistura de paládio-ródio (para veículos a gasolina) e paládio-molibdênio (para veículos a álcool). A seguir o catalisador é enrolado em uma manta termoexpansiva, que fixa, veda, isola termicamente e dá proteção mecânica ao componente. Por fim, o catalisador é montado dentro de uma carcaça de aço inoxidável, dando origem ao “conversor catalítico”. Esse conjunto é instalado no cano de escape do automóvel.

Os catalisadores, em geral, são substâncias que aceleram determinadas reações ou tornam-nas possíveis, sem reagirem (isto é, eles não reagem, apenas aceleram). No caso dos catalisadores automotivos, as reações que são aceleradas, são as que transformam poluentes (CO, NOx e CxHy) em compostos menos prejudiciais à saúde (CO2, H2O e N2); essas reações são, por exemplo:

2 CO + O2 à 2 CO2

2 C2H6 + 7 O2 à 4 CO2 + 6 H2O

2 NO2 + 4 CO à N2 + 4 CO2

Tal como acontece com qualquer catalisador, também os automotivos podem sofrer “envenenamento” e, em conseqüência, perder sua ação catalítica; sendo assim, devem ser utilizadas gasolinas sem compostos de chumbo ou outros aditivos prejudiciais ao catalisador, além de se empregarem somente óleos lubrificantes recomendados pelo fabricante do veículo. Também impactos, superaquecimento, furos etc. no conversor podem comprometer o desempenho do catalisador ou, até mesmo inutilizá-lo completamente.

Outro problema delicado quanto ao catalisador é o fato dele ser fabricado para um determinado tipo de combustível. Se houver variações consideráveis na percentagem de álcool na gasolina, além do motor do veículo exigir regulagens constantes, o catalisador também terá o seu funcionamento comprometido.

Matérias relacionadas

Comentários

  1. [...] reage inteiramente com o oxigênio; há ainda a produção de monóxido de … fique por dentro clique aqui. Fonte: [...]

  2. [...] serão obrigados a ter catalisador, que é uma peça que vai no sistema de … fique por dentro clique aqui. Fonte: [...]

  3. Gente por gentileza vocês poderiam me ajudar em uma pesquisa?
    Como o catalisador é construido?

  4. Boa tarde , tudo bem?

    Sou o Marco Amendola, Consultor da Via Corporate, que é uma empresa de reconhecimento e incentivo, que produz campanhas para empresas que desejam motivar pessoas, aumentar a produtividade, reduzir custos e customizar a distribuição de prêmios ou comissões.

    Várias campanhas podem ser implantadas sem a necessidade de grandes investimentos, utilizando pagamento de premiação mediante metas alcançadas. Embora a maioria das empresas desenvolva campanhas para a área comercial visando o aumento nas vendas, outras campanhas podem ser lançadas para os mais diversos públicos: campanhas que visam à redução de custos (por exemplo, para o pessoal administrativo e financeiro); campanhas para o cumprimento de prazos de entrega (para produção, engenharia etc…).

    Podemos agendar uma reunião para uma melhor apresentação da empresa.
    Obrigado,

    Marco Amendola
    marco@viacorporate.com.br
    55 11 6504-1345
    55 11 9476-6447
    55 11 7833-9151
    ID: 84*14774
    55 11 2281-8003
    http://www.viacorporate.com.br

  5. Meu corsa 1.0 mpfi super 8 v, ele é muito amarrado,eu acabei de trocar os anéis e bronsinas e retificar o cabeçote e ele contina a mesma coisa,isso é normal ou o que pode está acontecendo?

  6. If you are willing to buy real estate, you will have to get the mortgage loans. Moreover, my sister commonly takes a term loan, which supposes to be the most useful.

  7. ola pessoal,tenho catalisadores para qualquer tipo de carro,especialmente linha GM tenho novos e semi-novos a preços realmente imperdiveis consultem fone 7760-8163 ID 85*223600

    abraços

    pajé

Faça um comentário